arquivo

Randomness

Abril, esse mês que eu aguardava com tanta empolgação, veio para dar uma brecada na vida que até então, acontecia frenéticamente. Eu não sei se são os tantos compromissos ou as responsabilidades que fizeram deste mês, um mês meio bleh. Ok, vamos entrar em sua última semana, mas kd maio? Ou melhor, kd 2013?

Às vezes atropelo os acontecimentos e sofro antecipadamente ao invés de esperar o dia chegar e esperar calmamente tudo acontecer, e se der certo, pois bem, se não, fazer o quê. E acho que nessa de ser ansiosa, estou ficando com uns tiques nervosos, insônia e, claro, a total falta de interesse pelas coisas.

Baixei os eps de GoT, mas ainda não vi. Once Upon a Time também, e estou deixando a leitura de lado (novamente). Será que eu preciso de uma outra viagem para me afastar dos fantasmas? Talvez. Viagens e shows renovam o espírito, e o mais irônico de tudo, é que eu fiz essas duas coisas tem duas semanas.

Tô com esses pensamentos aleatórios que, se eu não colocar pra fora, explodem aqui dentro, e o que está me deixando feliz, ultimamente, é ouvir ao pé do ouvidinho, Alex Turner cantar pra mim Suck it and See.

Anúncios

Fui madrinha de casamento de um dos casais que mais admiro nessa vida. Conheci os dois no colégio, em 2003, e desde aquela época eles já namoravam! Bem, sabemos de cara qual é casal que vai dar certo, e eles dois eu não tinha dúvidas de que chegaríamos a quase 10 anos depois e as pessoas perguntariam “E a Moara e o Pierri? Ainda estão juntos? Nossa! Casaram? Que lindo!”, pois é. E a grande surpresa, para mim, foi poder fazer parte dessa fase tão importante dos dois. Nunca tinho sido madrinha de casamento de ninguém (até porque, acho que eles foram meus primeiros amigos a se casarem), mas nunca tive um papel tão importante assim.

Eu e a meninas, fizemos um encontrinho com o pessoal que lê o blog. Foi tão divertido e durou a tarde inteira. Saí de lá eram mais de 20h e a conversa rendeu muito e conheci muita gente talentosa e bacana. Sem contar nas pessoinhas da internet etc etc ♥. E eu estou tão feliz com o blog e a alegria que ele tem trazido pra mim é assim, indescritível! Tanta gente bacana vem conversar com a gente por causa disso, e tanta gente bacana reconhece o que nós fazemos (apesar de não ser muita coisa), mas é sempre muito empolgante e gratificante poder fazer algo que você adora. Sem contar que, finalmente, estou saindo mais para fotografar (gerar conteúdo pro blog, tem dessas coisas e tal), e aí acabo descobrindo coisas novas da minha câmera (pelos amigos “canonistas”), que sou só amor!

Daí que eu estou no meu inferninho astral e eu não acreditava nessas coisas, ou melhor, nem lembrava disso, mas nessas últimas semanas tenho que concordar que esse tal do ~inferno astral~ existe. Olha que ainda bem só falta uma semana para me livrar e vai ficar tudo bem. Sem querer “spoilar” nem nada, mas vai ficar tudo bem. Estou só meio sem paciência para muitas coisas, tentando ao máximo não ligar para tantas outras, e passar despercebida em algumas delas. Sei lá.

Tenho visto alguns filmes ultimamente. Anotado todos os que assisto durante a semana na agenda. Tá uma coisa bonita. Estou com quase todos os filmes do Oscar baixados (alô sopa), mas faltam alguns outros que não encontrei e acho que terei que me render ao cinema. Ou não. Depende da minha disposição e da companhia, enfim.

Os livros continuam empilhados. Sempre tento andar com algum na bolsa, mas nunca consigo uma horinha boa para ler, e quando estou em casa, fico no computador pesquisando coisas, vendo filmes e séries e tal tal.

Baixei Once Upon a Time. Série lindinha sobre contos de fadas (cêjura?) e coisas assim. Walking Dead voltou essa semana (uhul), e estou ansiosíssima para Game of Thrones – comprei os livros, mas vocês já viram o tamanhão deles? Há tantos outros na frente que, mesmo tentando ler, não terminarei até abril.