arquivo

Eu não sou uma pessoa fã de gatos, sempre gostei mais de cachorro e nunca tive um bichano para cuidar. Acontece que no começo do ano, apareceu aqui em casa uma gatinha minúscula e assustada, que se enfiou dentro do fogão da minha tia. Depois desse dia não era raro encontrarmos com ela deitada em cima dos panos que ficavam na lavanderia. A partir de então, a Vila do Seu Jura passou a ter mais uma moradora.

Ela fica na casa das minhas priminhas, são elas que cuidam agora. No começo, eu ajudei com veterinário, vacina e castração. Hoje, a Francesca só fica comigo para posar pras fotos, hahaha.

A Francesca não fica na minha casa, porque a Enriqueta não deixa. As duas não se dão, e uma tem medo da outra. :/

As fotos foram feitas com a Pentax e estou encantada com o resultado. O filme foi um Pro Imagem 100 e quando eu vi que a bateria da câmera tinha acabado, eu achei que tinha errado toda a fotometria e não ia sair nada. Mas, pelo visto, eu já me acostumei com a câmera! :)

fran 85770003 85770004 85770006 fran185770008 85770010 85770012

Anúncios

jabuticabeira_4
No sábado eu já acordei pensando na segunda-feira e no nervoso dos dias que se seguiriam. Freei aí o pensamento, porque não poderia passar o final de semana assim. Tentei aproveitar ao máximo o que o sábado e o domingo me proporcionariam e, para a minha surpresa, foi um ótimo final de semana.

Quem é próximo de mim, sabe que eu não estou nos meus melhores momentos. Ando muito ausente de muita coisa, e isso nem é por causa de estar trabalhando demais, mas a mente anda muito inquieta (e nervosa), por isso que sempre prefiro ficar em casa a encher o saco das pessoas com a minha cara amarrada. Melhor para mim e para elas também.

Espero que as energias estejam melhorando, e a vida possa continuar seu rumo sem grandes mudanças que me fazem temer o chão que piso. O saldo do final de semana foi positivo, e espero que todas as semanas sejam assim daqui pra frente.

A melhor parte do final de semana? Dançar um sertanejo (mesmo que toda desengonçada e pisando horrores no pé do meu amigo), e um funk proibidão com as meninas. Tem horas que a vida pede essas coisas (atenção: não há fotos que possam comprovar, haha) ;)

No domingo, peguei minha câmera e fui comemorar o aniversário do meu pai na chácara. Simples de tudo. Só fiz fotos de uma das várias jabuticabeiras que temos lá. O perfume que essas flores emanam é absurdo de cheiroso, e depois que todas essas flores virarem frutos, essa árvore vai ficar carregadíssima e linda.

jabuticabeira_2 jabuticabeira_1 jabuticabeira_3 jabuticabeira

Já era tarde da noite do domingo, quando peguei minha analógica para tentar acabar com o filme. Não terminei, haha. Peguei a digital e comecei a fazer um book da doidinha, haha. Ela não deu muita confiança, mas eu fiquei brincando mesmo assim.enriqueta_3

Eu sempre esquecia a data de aniversário dos meu cachorros, acho que porque eu era criança demais e não entendia a data de nascimento, com a data de quando a gente pegou, e que eles têm uma diferença de 8 anos da nossa idade. Era too much para minha cabecinha de criança que brincava com barbie, haha.

Mas bem, a gente cresce, não é? E eu não me esqueci do dia que pegamos a Enriqueta. Já contei aqui um pouquinho sobre isso, e hoje, quero contar um pouquinho mais.

enriquetalindajpg enriqueta_3 copy

Foi num sábado, 7 de Maio de 2011. Minha mãe resolveu que queria ir na feirinha da Jacú-Pêssego ver os cachorrinhos que eles tinham. Pois bem, fomos eu e ela. Vimos alguns, mas já na terceira “barraquinha”, vejo um projeto de filhote com uns laços GRUDADOS na orelhinha. Branca e marronzinha. Peguei e não soltei mais. Minha mãe estava desconfiada de que aquela cachorrinha tinha alguma coisa de errado, pois o homem insistia tanto “olha, tem uma moça que vai querer ela, se você não levar. Ela foi até ali pegar o dinheiro…..” AHAM CLAUDIA. É lógico que eu sabia que era mentira, mas eu não soltei aquela bichinha por nada nesse mundo. Minha mãe não acreditava, haha. Dizia “Natália, vamos ver as outras…” ao que respondia “vai lá ver, mãe…enquanto isso, eu fico aqui com ela”. Minha mãe viu as outras barraquinhas, mas nada adiantou, como vocês podem ver, haha.

enriqueta enriqueta_8

De lhasa apso, Enriqueta não tem nem o fucinho, haha, mas ela é linda, carinhosa (quando quer), e antissocial quase sempre. Hoje, essa doidinha, completa 2 anos, e é claro que eu sinto falta do bafinho de leite, haha. Mas fico feliz por ela ter crescido forte e saudável, apesar de desengonçada, haha.

Toda vez que me dá um ataque de fofura, eu agarro ela e agradeço por ela ter me escolhido. <3

enriqueta_4

Não que eu seja, realmente, chefe de alguém, mas eu lido com funcionários e peço a eles que façam algumas coisas. Percebi que eu sou uma pessoa chata. Muito chata. Acho que os funcionários devem falar mal de mim, depois no Happy Hour no Bar da Linguiça.

Acho que o que me faz ser chata, é a decepção que já tive com tantas pessoas que julgavam ser/terem um bom caráter, e a partir de então, eu não acredito em mais nada do que me falam.

“Eu visto a camisa por essa empresa”. Mas isso é o mínimo do que se é esperado quando contratamos alguém, não é? Se você quis vir trabalhar na minha empresa é porque, no mínimo, você gosta e se simpatiza com ela. A fábrica tem um ambiente familiar, muito familiar, eu diria. Mas a gente também tem muitos conflitos que são difíceis serem resolvidos numa reunião (familiar). Gerações acabam se cruzando nesse embate, e o que antes era viável, hoje, torna-se totalmente sem noção e despreparado diante do mercado que se estende na frente da gente.

Eu aprendo diariamente como uma empresa funciona, e entendo também que nenhuma delas funciona direito, como devem funcionar. Esse ano, faremos 10 anos, e queria saber em qual patamar do gráfico estamos. Mas de uma coisa eu tenho certeza, depois de tantos tapas, puxões de orelha, trancos e barrancos, eu me orgulho de trabalhar onde trabalho, mesmo sendo um negócio que dure somente a minha geração.

Eu não sou muito fã dessas festas em buffets infantis, onde tem mil e uma brincadeiras e uma decoração meia boca. Sei lá, eu gosto dessa coisa mais caseira e uma festinha pequena. Hoje, o aniversário foi das gêmeas dessa família, e minha tia resolveu montar uma mesinha super caprichada. Queria ter tirado mais fotos para mostrar melhor, mas essas foram o que eu consegui hoje, haha. Estou num relacionamento meio complicado com a minha câmera fotográfica. :P

festa_8Lembrancinhas: palha italiana enfeitadas com tutu de bailarinas 

festa_6 festa_1O bolo maravilhoso de gostoso da tia Angela

festa_2 festa_4 festa_5 festa_3 festa_7 festa_10

Bonequinhas com os as letras dos nomes das duas que a irmã da minha tia fez. Um amor!! <3

festa_9

Para mim, nada mais gostoso e especial do que tudo feito com tanto carinho e amor. Eu queria ter a criatividade + coordenação + talento para fazer coisinhas lindas como essas! Enquanto ainda não adquiro tais habilidades, fico só nos registros fotográficos mesmo (e mesmo assim, ainda meio meia boca, hahaha).

fotorepetidas :P

Chácara_0001
Continuo indo a chácara mais do que o normal, hehe. Essas fotos são do fim de Janeiro, e eu as esqueci de postar, mas acho que ainda valem, não? Mercúrio retrógrado e meu inferno astral têm deixado bastante coisa acumular (e se atrasar também), mas espero que essa semana as coisas começam a se resolver e tudo volte ao normal, com disposição e tudo mais. :)

Chácara_0008

Chácara_0013

Chácara_0015

Chácara_0008

Chácara_0021

Chácara_0019

Chácara_0034

Chácara_0018