arquivo

Arquivo mensal: março 2017

Eu não vou me esquecer do seu aniversário, afinal, eu sei que você sempre gostou de aniversários. Também não vou me esquecer de quando me contou um pouco da sua vida, ainda deitado na cama, me olhando como se nos conhecêssemos há tempos. Eu sabia que eu te conhecia de outros tempos, mas não tenho certeza de que você também.

Também não vou me esquecer daquele texto, esse mesmo, que você escreveu no seu Facebook após a gente não se falar mais. Se foi para mim, aquilo tudo que você disse, eu não sei, mas gosto pensar que sim. Também não esqueço da textura do seu cabelo bagunçado, que eu adorava passar a mão e você não entendia muito bem o que eu fazia, porque não tínhamos intimidade o suficiente. E das mãos entrelaçadas pelas ruas de São Paulo, que eu também não entendia muito bem o que você fazia, porque não tínhamos intimidade o suficiente.

O nosso encontro foi breve, rapaz. E eu tenho saudades.