#8 Minimalismo

downloadImagem: Mind Fuel Daily

De um tempo para cá, tenho pesquisado um assunto que tem me interessado bastante, que é o estilo de vida minimalista. Lembro de quando comentei com a minha irmã e ela deu uma risada, porque eu, minimalista???? Pois é. Não que eu seja a maior acumuladora de todos os tempos, mas eu sempre gostei de guardar tralhas. Entretanto, por incrível que pareça, eu tenho me desapegado de muitas coisas ultimamente.

Não sei se ser desapegada é ter um estilo de vida minimalista, mas sei que esse estilo de vida pratica o “menos é mais”. Quanto menos coisas você tiver na sua vida, melhor ela será. Se isso é verdade, eu não sei, mas eu, realmente, quero tentar. Já devo estar nessa há mais de 1 ano, mas ainda assim tenho muita coisa desnecessária.

Praticamente, todo domingo, eu faço um destralhamento do meu quarto. Eu sei que pode ser uma maneira errada de se fazer o tal do decluttering,  mas como ainda não li Marie Kondo, é assim que vai ser, rs. De qualquer forma, eu me sinto bem fazendo essa limpa momentânea. Outra coisa que eu tenho costume de fazer é, se eu comprar uma peça de roupa ou sapato, eu tenho que me desapegar de algum que seja antigo, mas que ainda esteja em bom estado. Confesso que para sapatos está sendo difícil, mas recentemente comprei 2 e eu sei que preciso me desapegar de 2.

A Juliana Goes fez um vídeo falando de uma crise existencial que ela passou recentemente por envolver essa questão de ter muitas coisas que não são necessárias para a vida dela, e o quanto isso estava afetando o estilo de vida que ela tenta levar. É complicado, às vezes, você se ver nesse mar de coisas e não saber o que fazer, e cada vez recebendo mais e mais. Pode até parecer arrogante ou que ela não dá valor ao que ela tem, mas não, é muito pelo contrário, porque chega um momento na vida que você começa a  se perguntar: “mas eu preciso disso?”.

Eu tento não consumir muita coisa (estou ouvindo minha rir novamente), mas é verdade. Muitas vezes, no impulso de comprar algo eu me pergunto “mas eu preciso disso?”. Essa frase mudou completamente a forma de como eu enxergo artigos, e até situações que são totalmente inúteis para a minha casa e, principalmente, para a minha vida! É tipo o meme do cachorrinho se perguntando “qual a necessidade disso?”.

Aqui tem alguns canais que eu sigo e que falam um pouco sobre o estilo de vida minimalista Se você tiver dica de algum canal ou blog legal, deixe nos comentários! :)

Lavendaire:

Luiza Ferro:

Jenny Mustard: 

Rachel Aust:

Light by Coco: 

E, deixo aqui esse desafio de 30 Dias de Minimalismo que a Kamila me apresentou há um tempo. Não sei exatamente a fonte desse desafio, mas deixo o link do site de onde peguei a imagem. Ainda não o fiz, e estou pensando em fazer e relatar aqui no blog, o que é que vocês acham? E, se alguém resolver fazer, me avisa aqui, quem sabe a gente não se ajuda?! :)

30-day-minimalism-challenge

banner-BEDA

 

Anúncios
8 comentários
  1. Vy disse:

    Acho que uma das coisas que a gente não consegue enxergar é como isso é possível. Mas no momento em que você é obrigada a isso, vê que é muito mais fácil do que parece.

  2. Adônis disse:

    Preciso comentar esta postagem porque é um assunto que me interessa e, afinal, era mais ou menos o que a gente estava conversando uns posts abaixo. haha Meu sonho é, um dia, conseguir praticar o minimalismo/desapego, sabia? O problema é que até isso eu deixo para o meu eu-do-futuro, e acabo caindo numa fala de “quando eu for pai (antes era ‘adulto’, hoje já troquei por ‘pai’), eu quero ter largado o vício em internet, quero comer saudavelmente e quero não encher minha casa de badulaques desnecessários”. Daí eu te pergunto: será que daqui 5 ou 10 anos, eu não vou ter o mesmo pensamento? Por isso que eu acho que o certo é começar agora, mas, argh, é tão difícil… Para mim o maior problema são os livros: eu empresto qualquer livro sem o menor problema, mas me desapegar em definitivo daqueles que eu já li, ô sofrimento! Um dia desses eu fiz uma “limpa” e separei uns livros mais antigos para doar, mas foi uma quantidade ínfima comparado ao tanto que ainda mantenho na minha estante. :(
    Como você parece que está conseguindo se tornar uma pessoa cada vez mais ~livre e leve~, vou acompanhando sua evolução (tô pressionando mesmo!!) e quem sabe eu não acabo me inspirando também?
    Olhando o desafio de 30 dias, estava super disposto a tentar, até chegar ao número 3 hahaha Pelo menos metade eu consigo cumprir com “facilidade”, então vou considerar a proposta. Mas apóio demais se você se decidir por fazer! hehe
    Vai que eu consigo resolver pensar no meu eu-do-futuro como meu eu-de-amanhã?

    P.S.: Preciso ler Marie Kondo.

    P.S.2: Adoro esse meme do cachorrinho. kkk

  3. Nicas disse:

    mas como ainda não li Marie Kondo —> nem devia, mas enfim, quando quiser tacar o livro na parede me chama pra eu falar um sonoro “eu avisei”

    Quando mudei pra kitnet achei que ia me desfazer de muita coisa, mas eu mudei na correria (because of reasons), numa fase péssima (because of reasons) e acabou que veio tudo junto comigo. Desde então falo que vou organizar isso, mas a maior parte da tralha é roupa e eu tô com uma auto-imagem péssima, sempre achando que tudo fica horrível em mim e tenho medo de me livrar de umas coisas e me arrepender depois porque era mais emocional (imprimi o armário cápsula de qualquer forma, vamos ver se vai…)

    Vam fazer esse negócio dos 30 dias juntas? Posts semanais (eu não posso ver um projeto que eu já quero formar um grupo, me segura!)

  4. Que interessante!
    Eu gostei muito de conhecer mais detalhes desse estilo de vida que respeito muito, e que em diversas oportunidades da vida é necessário. É bom que as pessoas saibam como se “desintoxicar” do consumismo, da vida corrida, desses papéis forçados – isso no caso de uma pessoa que vive de uma maneira exagerada, sem limites.

    Gostei muito desse calendário, vou até salvar aqui porque, eu preciso fazer alguns passos.

    É sempre bom desapegar, mudar, fazer uma limpeza, eliminar aquilo que pode nos atrapalha.
    Amei a postagens e as informações!
    Beijos,

    Blog Senhorita Deise

  5. Olá!

    Esse post veio em boa hora. Também tive curiosidade assim que vi esses tumblrs minimalistas e assisti uns vídeos no YouTube. Sempre tive vontade de tentar! Eu acho que eu preciso disso, mas não sabia muito bem por onde começar até ler seu post. Eu também fico num dilema porque tem coisinhas que eu gosto de colecionar e não sei se isso seria um problema, mas pelo menos vou tentar fazer essa challenge de 30 dias. Achei super interessante e seria legal se você fizesse e compartilhasse no blog também!

    Beijos,
    Amanda.

  6. Mareska disse:

    Eu gosto de desapegar de coisas, principalmente roupas. Ainda tenho um problema em acumular tralhas em forma de papel pra tudo que é canto, mas vou trabalhar nisso. E sobre a Marie Kondo: a ideia é maravilhosa, mas aí ela começa a falar das meias e eu só tenho vontade de dar na cara dela.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: