arquivo

Arquivo mensal: abril 2016

Tive esse momento pelo qual eu não sabia exatamente o que era. Tive esse momento que me perdi de quem eu era. É sempre assim. Eu não deixo de ser quem eu sou. Nunca deixei e nem deixarei de ser, mas me perco sempre em outro alguém. Tenho esses momentos de me deixar levar pela vida. Tenho esses momentos de não saber o que está acontecendo. Tenho esses momentos de não ter controle de nada. E me perco numa espiral maluca de sentimentos, emoções, cheiros e gostos, sem nem saber se é isso mesmo ou o que é que  vai acontecer.

Perco-me diante de tudo, do novo, do escuro. Nunca sei se vou sair ilesa. Nunca saio. Deixo-me sempre levar por esses rompantes que, no calor do momento, me trazem a confortável sensação de estar em paz comigo mesma. Não estou, pois estou perdida. Perco-me dentro da sua cabeça, dos seus pensamentos, e do seu sorriso. E me dilacero para tentar entender o que está acontecendo. Nunca entendo.

Para não me perder tanto, me afasto. E longe de você, me encontro novamente.

tumblr_o4529kN5Fk1u29lpto1_500