#3 being natália

badge_post_01
Minha prima me indicou a série Being Erica para assistir. Eu já tinha ouvido falar, mas nunca tinha me interessado para ver. E, como eu e minha prima temos gosto parecido, hoje eu resolvi assistir ao primeiro episódio.

A série conta a história de uma mulher, chamada Erica (cêjura?), e ela está com 32 anos e tudo – TUDO – na vida dela dá errado. Ela tem mestrado, mas trabalha como telemarketing para uma seguradora, e o primeiro episódio já começa com ela sendo dispensada do serviço, porque ela ~é boa demais~ para aquele emprego, hahaha. No mesmo dia, ela tem um encontro, terceiro encontro com o boy, e ele também a dispensa – no CAMINHO pro date (babaca). Daí começa a chover, e ela corre para uma lanchonete e estão degustando um novo tipo de café que contém avelãs e ela toma sem perceber o que era e, ela é alérgica a avelãs, amendoins, etc. TODA ZICADA, coitada. Depois de tudo isso ela conhece um “terapeuta” e resolve ir até ele pedir ajuda. Ele pergunta o motivo de a vida dela estar desse jeito, e ela culpa as péssimas escolhas que ela fez. Ele, então, pede para ela fazer uma lista de arrependimentos.

Pois bem, ainda não tenho 32, mas estou com 27 e alguns arrependimentos pelas costas. São coisas bobas, mas sim, eu gostaria de poder voltar no tempo e mudar algumas das escolhas que eu fiz:

  1. Não terminar na natação
  2. Não terminar a aula de teclado
  3. Usar aqueles colares de bolinhas e saias cafonas durante a época do colegial
  4. Usar aqueles colares de bolinhas e saias cafonas durante a viagem de formatura do colegial (me arrependo amargamente das fotos)
  5. Ter respondido mal para Moara, mesmo sem conhecê-la direito (essa história ela que conta, eu não me lembro!!!! Hahaha)
  6. Não ter feito cursinho
  7. Ter feito Publicidade, na Cásper Líbero, em 2006.
  8. Ter ido ao JUCA
  9. Não ter ido jantar fora com um amigo há um tempo
  10. Ter dito mais “nãos” do que “sims”
  11. Não ter saído sexta-feira passada

É óbvio que se eu tomasse outra direção, principalmente em relação à faculdade, as coisas poderiam estar do mesmo jeito que estão – tá tudo bem, mas tá esquisito – , ou eu poderia ser super bem sucedida, trabalhando em outro país e casada com um gringo boy magia, vai saber.

Bad choices, I choose you.

tumblr_mkwyphOJOd1qiz3j8o1_500

Anúncios
2 comentários
  1. Tany disse:

    Eu tento pensar que qualquer escolha que a gente fez, boa ou ruim, é um pedacinho do que somos hoje e se tem algo que você jura, tem certeza, que não quer repetir.. bom, pelo menos agora você já sabe.
    Eu preciso ver essa série de qualquer forma porque tava igualzinha um tempo atrás. Ainda tô, acho.

    De qualquer forma, vou fazer convite de jantar daí cê vai usar mais sim do que não. :)
    Saudadinha.

    http://www.paleseptember.com

  2. BA MORETTI disse:

    eu até ia fazer um comentário super filosófico sobre o que a tany falou (pedacinhos de quem somos hoje) mas fiquei hipnotizada pelo gif

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: