“‘Relacionamento’ é o assunto mais quente do momento, e aparentemente, o único jogo que vale a pena, apesar de seus óbvios riscos. Alguns sociólogos, acostumados a compor teorias a partir de questionários, estatísticas e crenças baseadas no senso comum, apressam-se em concluir que seus contemporâneos estão totalmente abertos a amizades, laços, convívio, comunidade. De fato, contudo (como se seguíssemos a regra de Martin Heidegger de que as coisas só se revelam à consciência por meio da frustração que provocam – fracassando, desaparecendo, comportando-se de forma inadequada ou negando sua natureza de alguma outra forma), hoje em dia as atenções humanas tendem a se concentrar nas satisfações que esperamos obter das relações precisamente, porque, de alguma forma, estas não têm sido consideradas plena e verdadeiramente satisfatórias. E, se satisfazem, o preço disso tem sido com frequência considerado excessivo e inaceitável.”

O Amor Líquido – Zygmunt Bauman

Anúncios
5 comentários
  1. Tany disse:

    Ás vezes eu acho que uma das poucas coisas que une o ser humano é o fato de que todo mundo sente algo seja de bom ou ruim por outro ser e isso faz com que a gente se entenda e compartilhe um sentimento em comum, e esse é o maior mistério: o que e como sentimos. Acaba sendo o assunto mais interessante porque é impossível saber a verdade concreta.

  2. Stephanie disse:

    Primeiro deixa eu te contar: cheguei aqui por conta de uma busca de imagens do google. Estava procurando uma imagem de medianeiras, e por sorte, acabei abrindo o link da imagem e encontrei teu blog. Li um texto, fui pra pagina inicial, li outro texto, li mais um e continuou. Que blog incrível, não acredito que não cheguei aqui antes. É sério. Tudo tão bonito por aqui que parece que dei de cara com alguém que já conheço há anos e comecei a falar sobre coisas boas.

    Sobre relacionamentos, não sou especialista, mas concordo que é um jogo que vale à pena, não importam os riscos. O problema é que cada relacionamento é um jogo com regras diferentes, daí talvez, a gente se perca tentando encontrar o que nos deixaria satisfeito em algo ou alguém. Confuso. Mas como eu disse, não sou especialista (:

    • Natália disse:

      Ah, Stephanie, bonita, você não sabe como me deixou feliz com esse seu comentário! Obrigada mesmo.

      Espero que a gente possa trocar muito mais figurinhas sobre a vida o universo e tudo mais! <3

      Beijos.

  3. Natália, cadê o Nambarices em 2015? Saudades dos seus posts deliciosos. (:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: