O dia que eu e minha mãe quase morremos

Se tem uma coisa que eu tenho pavor além de andar de avião, é ter um caminhão na minha frente enquanto eu dirijo numa estrada, principalmente se for a) caminhão-cegonha e b) caminhão que carrega aqueles troncos de madeira;

Sábado passado eu não me vi em nenhuma dessas situações, porém, foi algo bem parecido com aquela cena de Premonição, que acho que todo mundo deve conhecer. É lógico que eu estou aqui exagerando, afinal de contas, tô aqui contando sem grandes traumas, mas foi por pouco que o meu carro não foi atingido por isso:

pl730414-waterproof_o_rolo_de_filme_pl_stico_transparente_claro_do_espa_o_livre_do_animal_de_estima_o_de_0_1mm_para_toda_a_impressora_a_jacto_de_tinta

Sim, um rolo gigante de plástico que caiu de cima do caminhão que estava na minha frente na Marginal Tietê sentido Ayrton Senna. Por 1 segundo que esse troço não me atropela a 80km/h.

Sabe aquele feeling que você tem? Então. Quando eu vi aquela caminhonete entrar na pista que eu estava, pensei: “ih, é melhor sair de trás dela, porque ela vai me empacar”. No que eu estava indo para outra pista, esse treco caiu de cima da caminhonete e ficou rolando pista afora. A minha sorte é que fui para o lado contrário que esse rolo.

O motorista parou? Não. Eu peguei a placa para denunciar? Também não. Fiquei tão nervosa pensando que se eu tivesse continuado naquela faixa eu teria batido e provocado um grande acidente, que eu só queria sair de perto daquela caminhonete. Quando passamos por ela, minha mãe avisou que tinha caído alguma coisa, e o motorista fala “ah, não tem problema não!”. Boa, campeão!

Não vi no noticiário nenhuma notícia sobre algum acidente, mas pelo amor de Deus, né. Se for carregar alguma coisa, o mínimo de cuidado as pessoas têm que ter, até porque, não é sua vida que você está colocando em risco, mas de outras pessoas que nada têm a ver com a sua falta de cuidado.

Eu acredito em anjos da guarda, e o meu, eu sei que nunca falha. Amém! <3

Anúncios
3 comentários
  1. nossa, ainda essa semana fiquei conversando com meu pai sobre a merda que é ficar atrás desses caminhões. principalmente de moto. a gente sempre evita exatamente por causa desses incidentes e a indiferença dos caminhoneiros.

    mas ein, esse dia teu anjo dormiu cansado HAHAHA

  2. Andrea disse:

    Nossa, fiquei tensa só de ler esse depoimento!! Ainda bem que não aconteceu nada de ruim com vocês. Algo tão banal pode causar um acidente sem proporções :((.
    Olha, eu nunca tinha parado pra pensar em caminhão que carrega tronco de madeira, talvez não seja tão comum aqui em Brasília. Mas odeio caminhão cegonha, sempre penso que um carro vai escorregar dali e cair bem em cima do meu. Mas tem algo que ainda me da mais medo são aquelas caminhões que carregam aqueles lixos (aqui a gente chama papa entulho, não sei como é aí). Gente, aquilo é ferro puro e é preso só por 2 correntes o__O. Fora o fato do total descaso do motorista. :/

  3. Isadora - disse:

    cara, tá aí uma coisa que aprendi tomando muuuuuuuuuuuita porrada: a confiar no meu feeling de “vai dar merda”. pra tudo: praquela pessoa nova que chega, vc não vai com a cara e todo mundo fala “mas vc nem conhece ela ainda!” – vai dar merda. praquela situação que vc pensa “não deveria ir por aqui”, vc vai e – dá merda. pra esses eventos meio perigosos que a gente às vezes finge não ligar, mas ói….

    … que bom que vcs tão bem, viu <3

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: