arquivo

Arquivo mensal: outubro 2013

arctic

Quilmes Rock – Buenos Aires, Argentina – Abril/2012

Acredito que AM seja aquela banda que ou se ama ou se odeia, e eu devo estar enchendo o saco de muita gente nas redes sociais com esse crush aos 25 anos pelo Alex Turner, hahaha.

Mas acontece que eu tô ouvindo o último CD deles non stop. Acordo e coloco para tocar, ouço no trabalho, chego em casa e fico feito uma alucicrazy procurando vídeos novos deles no youtube. Sério. Está uma coisa de louco como eu mesma nunca tinha vivido antes.

Daí que me peguei pensando que eu acho que AM é uma das minhas bandas favoritas, se não a favorita. Pelo simples fato de eu acompanhá-los desde o primeiro CD. Acompanho com gosto desde 2006, e o Whatever people say I am, that’s what I’m not me acompanhava todo dia na saga faculdade-casa. Lembro também de que na época usávamos MSN, e sempre deixávamos a mostra as músicas que ouvíamos. Lembro de uma vez que me disseram que eu era cool, porque eu ouvia Arctic Monkeys, hahaha, mas eu também ouvia Nx Zero, então não sei.

Não sei como foi que eu os conheci, mas naquela época eu pesquisava bastante sobre música, então acabava conhecendo muita coisa por mim mesma. É, essa época ficou para trás, porque hoje, eu sou uma negação no mundo musical.

Aí eles fizeram sucesso com Fluorescent Adolescent e eu achei bem bom, porque sou dessas que fica feliz quando uma banda faz sucesso (vide Nx Zero, haha). E vieram para o finado Tim Festival em 2007. Lembro muito bem desse festival porque foi quando eu peguei uma birra enorme de The Killers. Aff. O show do Arctic Monkeys durou cerca de 40 minutos apenas, mas foi o melhor show do festival, e olha que tivemos Bjork, hahahaha!

O terceiro CD eu não gosto muito e, pra ser sincera, nem sei quais as músicas que o compõe. Nessa época brigamos feio. Porém, nada como o tempo, e superamos essa crise. Aí vem o Alex Turner e lança um projeto solo. Lindo e apaixonante, apenas.

Depois me surgem com Suck it and See, e fizemos as pazes. Reckless Seranade é uma das minhas preferidas.

Por fim, vieram com AM e “Do I Wanna Know?”. Meu Lastfm está ridículo de tão patético. Estou até ouvindo algumas outras músicas para não ficar coisa de fã babaca, hahaha.

Às vezes eu fico pensando se eles são tudo isso mesmo que eu penso que eles são. Mas é só ouvir o Alex cantando para mim e tudo desaparece. A voz inconfundível e esse jeito meio torto, meio tímido, meio bêbado, me cativou desde quando o seu cabelo era ridículo e ele apenas um franguinho.

Os meninos cresceram, e eu tô amando muito.

tumblr_mudok1hK6Q1rm9th9o2_400