Bienal do Livro

Em 24 anos de vida, essa foi a minha terceira Bienal. A primeira, eu tinha 8 anos, e quem me levou foi a minha irmã. Eu lembro bem dessa Bienal, porque foi quando eu peguei o autógrafo da Angélica numa agenda dela que minha mãe tinha comprado na Feira. Daí que ficamos umas 2 horas na fila para que eu tivesse meu autógrafo, e eu não sei onde foi parar! :/

Essa Bienal também foi importante, porque fizemos um livro o qual eu participava da história, hahaha. Ele é muito legal. Eu escolhi a história da Branca de Neve, não que seja a minha história preferida, mas gosto bastante. E nessa história da Branca de Neve eles incluíram meu nome e mais o nome de 2 ou 3 amigos que eu quis. Amor puro.

Aí na outra Bienal que eu fui, eu não me lembro muito bem, mas lembro que fui com as minhas primas, porque era lá no Pavilhão da Imigrantes (longe e tal), e eu só lembro que eu fui com elas, porque lembro da sessão de autógrafos da Lygia Fagundes Telles, e foi lá que eu conheci essa escritora, que minhas primas tanto adoram.

E teve a Bienal desse ano, que eu fiquei animadíssima para ir (não sei por quê), hahaha. Fiz uma lista dos livros que queria comprar, e da lista eu não achei 4 de 6. Segue a lista:

  • Conversas com Woody Allen
  • Quentin Tarantino – Arquivos de um Fanático por Cinema
  • Bordados
  • Persépolis
  • Alta Fidelidade
  • Trainspotting

Bom, Conversas com Woody Allen, Bordados e Persépolis, eu não procurei muito. Agora Alta Fidelidade não encontrei em nenhum lugar, principalmente no stand da Rocco (sua editora), mas achei Trainspotting e já me dei por satisfeita, quer dizer.

Essa lista foi só a lista dos livros que queria encontrar na Bienal. Pequena, certo? Comedida e tal. Mas eu não consegui me controlar. Os preços são bons quando você compra em quantidade, porque quantos mais livros você compra num stand, mais desconto você tem e por aí vai.

No stand da Leya, meu estrago não foi tanto, e eu comprei 4 biografias! Por aí tive uma ideia do quanto é legal você deixar para comprar os livros de biografias na Bienal. hahaha O livro Panelinha da Rita Lobo estava com 40% de desconto no stand do Senac, e claro que fui no embalo. A Rita Lobo estaria naquele sábado autografando o livro, mas meh, preguiça. Daí aproveitei e comprei também os livros da Ladurée que são lindos! <3

Mas eu percebi que a editora que eu gosto mais é a Intrínseca. Fui burra e fiz a besteira de comprar vários livros da editora umas duas semanas antes, quando me deu um surto e levei “A Culpa é das Estrelas” , “Resposta Certa” e “A Parisiense”. Se eu tivesse esperado a Bienal, teria além de desconto alguns brindes, como sacolas e bottons! Fuén.

Gostei bastante do passeio. Eu adoro livros, apesar de demorar séculos para terminar a leitura de um. Acho que esse é um passeio que você tem que fazer, caso tenha a oportunidade. A entrada é barata R$ 12,00 adulto, R$ 6,00 estudante, e pessoas com mais de 60 anos e crianças até 12 anos não pagam, o que pesa no bolso é o estacionamento, R$ 30,00, mas é meio complicado sair de uma Bienal, carregada de sacolas pesadas e ainda ter que enfrentar o metrô. Bora lá terminar essas leituras e me preparar para a próxima! Hahaha

Anúncios
2 comentários
  1. Eu tenho o autógrafo da Angélica na agenda até hoje e peguei na Bienal do RJ. A agenda era da Editora FTD, onde meu pai trabalha. Bienal é um sonho mesmo, mas fiquei mais comedida esse ano, por conta minha lista enoooorme de livros para ler!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: