One of these days

Não gosto de ser tratada com indiferença. Que depois de tanto tempo e algumas coisas, o que aconteceu não faz mais sentido, ou nunca tiveram um significado, e a gente vive como se nada tivesse acontecido. Mentira. Algo aconteceu, algo no meio do caminho aconteceu e não sei se foi bom. Foi bom por um tempo, aquele tempo, hoje não é mais. Não é, porque há a indiferença, há aquela atitude de como se nada tivesse acontecido, e eu não gosto disso. Não vivo num mundo onde “nada aconteceu”, nada significou, não mais. Esse é o meu jeitinho de lidar com a situação, com o meu coração, com a baguncinha que ficou aqui dentro, e não há ninguém para arrumar a não ser eu. Não consegui pôr a casa em ordem, arejar o ambiente, o máximo que eu consegui foi jogar a tristeza para debaixo do tapete, mas às vezes o vento insiste em levantar, e espalhar essa tristeza por aí. Já estou acostumada com os desastres da vida, das enrolações e das pessoas, nada é tão diferente do usual que eu sei que logo menos isso passa, demora, mas passa. Só não passa a minha indiferença por aí.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: