Foo Fighters na Argentina

Daí que já se passaram mais de 2 meses da minha viagem e eu não disse sobre o show do Foo Fighters na Argentina, e esses dias eu tava lembrando de como foi:

O show foi numa quarta-feira, (quem diria que eu iria num show numa quarta-feira, heh), e o dia estava lindo, mas a previsão dizia que iria chover à noite. Não botei muita fé, porque tava calor, tava sol, tava azul. Naquele dia não fizemos muita coisa, porque queríamos guardar energia para o show. Saímos do hostel umas 16h, e chegamos no Estádio do River Plate umas 17h, o show começava às 19 (se eu lembro bem). Quando chegamos, tínhamos que pegar uma fila para podermos pegar o ingresso, e o medo de dar errado? E o medo de não encontrarem o nome da Lari? E o medo, miagente?! Mas deu tudo certo! Pegamos nossos ingressos e fomos subindo, subindo, subindo as escadas do estádio rumo a arquibancada alta.

Sentamos num lugar legal. Dava para ver o palco, só não dava para ficar pulando porque eu tinha medo de sair carregada pelo vento hehe. Estava um pôr do sol incrível, e estávamos perto do Aeroparque, então vivia passando avião por lá.

Assim que anoiteceu, começou o show do Arctic Monkeys e eu me arrependi tremendamente de não ter ficado na pista, lá com a galera pulando, até porque, no show deles começou a chuva que havia previsto. Choveu pra cacete praticamente o show inteiro, quase não deu para aproveitar rmuito, porque além da chuva batia um vento danado. Compramos umas capas de chuva meia boca, mas que deu para segurar um pouco a chuva do lado de fora da minha roupa. Hahaha

Quando Foo Fighters começou a chuva tinha acabado, tinha ido embora e não voltou para nos atrapalhar. Foi lindo! Estávamos lá no alto gritando a plenos pulmões com o Dave Grohl.

Saí do estádio do River ainda não acreditando que eu estava em outro país, e que tinha acabado de ver o show do Foo Fighters E Arctic Monkeys. Mas, para cair na realidade, a avenida Figueroa Alcorta estava completamente alagada por causa da chuva, e totalmente parada. Pisava em poças d’água gigantes e a única coisa que eu pensava era “vou pegar leptospirose em Buenos Aires” hahaha. Tínamos em mente em pegar um táxi de lá para voltar pro hostel, visto que já eram quase meia noite, mas sem chances. A galera que saía do estádio tinha parado o trânsito completamente, e o que eu achei mais genial (ou não, não sei), é que todos os motoristas tinham parado os carros e deixavam aquele bando de loucos passarem por eles numa boa. Não houve confusão, muito menos buzinas enlouquecidas. Fomos para perto do metrô, uma boa caminhada, 6 quadras, e tentamos pegar táxi de lá, só conseguimos chegar no hostel à 1h mais ou menos, molhados, cansados, destruídos, mas só de lembrar me dá vontade de passar por tudo isso novamente!

Anúncios
4 comentários
  1. Miguel Solano disse:

    Fui pro show deles no Lollapalooza e fui uma das experiências mais surreais da minha vida. Foi um misto de passado (ver dois caras do Nirvana na minha frente), presente (ouvir as músicas que fazem meu quarto balançar) e futuro (chegar em casa e contar como foi pra várias pessoas). Hehehe

    O show da Argentina foi bem parecido com o do Brasil. Então, saímos satisfeitos.

    • Natália disse:

      Oi, Miguel.

      O show da Argentina foi bem legal. Experiência única, mas eu também fui no Lollapalooza, e foi melhor. Estar com a galera na “pixta” traz uma sensação indescritível. Adoro shows justamente por isso! ;D

      • Miguel Solano disse:

        Né? Sem contar que uma das sensações mais indescritíveis da minha vida foi All My Life. Hahahaha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: