Os mesmos erros

Você ainda acha que eu falo de outros quando, na verdade, estou falando de você. Você acha que eu ainda stalkeio outros, quando, na verdade, stalkeio você. Tantos outros no mundo e foi justamente você, o errado. Porque, pra mim, é sempre assim, nunca fácil e sempre complicado. Eu atraio complicações mais do que o normal, e nessa de atrair complicações, eu sufoco sentimentos. Não é de hoje, nem do ano passado, eu sou fera em sufocar os sentimentos. Antes era mais fácil, talvez por ser mais boba. Hoje, eu reluto um pouco mais, dou mais chance pra vida, me permito continuar errando.

Permito-me porque o erro, muitas vezes, é um acerto. Acerto esse que você não percebe logo de cara. Demora um tempo, uns amores, uma outra perspectiva para ver que o que aconteceu não foi um erro. Por isso que me deixo errar, me deixo sofrer, me deixo ir. Nessa vida, a gente tem que se permitir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: