arquivo

Arquivo mensal: maio 2012

Não estou conseguindo substituir o meu anel. Uso tantos outros para tentar, mas não me acostumo com nenhum. Eu acho que até sei o que aconteceu. Meu anel se sentiu traído. Depois de tantos anos juntos, comprei alguns outros em Buenos Aires, lindos, de pedras, coisas de perua, e acho que ele morreu de ciúmes. Desculpa, anel. Desculpa. Nenhum desses que comprei se compara a você. Eles podem ter pedras, serem coloridos, mas são de latão, e estão descascando, enquanto você, você era de prata e era meu, só meu, minha marca, meu anel das estações. Eu sinto sua falta, de verdade. Minha mão não é a mesma sem você, eu não te vejo e me sinto incompleta. Não sei para onde você foi. Se foi para dentro da barriga da Enriqueta, ou perdido em algum canto do meu quarto. Eu sinto sua falta. :(

(isso não é um metáfora para o amor, se bem que…)

Anúncios

Deixa eu só pôr a casa em ordem, arrumar a baguncinha, colocar as coisas em seus devidos lugares, e não confundi-las com outras. Deixa eu só pôr a casa em ordem, limpar a sujeirinha, deixar bonita de novo, para que possamos passar as tardes trocando links como antes. Deixa eu só pôr a casa em ordem, abrir as janelas pro sol, fazer um bolo de cenoura e deixar tudo aconchegante de novo. Deixa eu só pôr a casa em ordem para você poder entrar. Não fique nervoso, eu já estou terminando. :*